Como Superar o Assédio Moral nas Empresas

Num mundo corporativo extremamente competitivo, o assédio moral (ou mobbing, em inglês) nas empresas é uma realidade com a qual muitas pessoas têm de lidar diariamente, ainda que seja um assunto ignorado em Portugal, como revelam diversos estudos sociológicos. No entanto,  este  é um desafio  que pode ser superado , sem teres que mudar de emprego. Basta, para isso, alterar a tua postura perante a vida. E como fazer isso? Com Barras de Access®. Continua a ler para perceberes como.

Os fatores de risco do stress profissional, da degeneração dos ambientes de trabalho e dos níveis de produtividade são múltiplos: a pressão competitiva; os prazos a cumprir; os objetivos a alcançar dentro da previsão orçamental; a redução de custos e o aumento da produtividade; a indefinição de procedimentos; as margens de lucro a garantir; a avalanche de solicitações diárias que requerem atenção de forma continuada e divergente, entre outros.

É um facto bem conhecido da comunidade científica que o aumento dos níveis de stress, em especial o stress crónico, conduz a um aumento de comportamentos hostis, devido a estados de alerta e de sobrevivência em que o indivíduo é submetido no ambiente em que está inserido.

Hostilidade no trabalho prejudica todos, direta e indiretamente

Ora, são os comportamentos hostis vividos no ambiente de trabalho que geram sentimentos de humilhação, intimidação, angústia e ansiedade. Em casos mais graves, pode chegar à violência verbal ou a ameaças de violência física. A ocorrência sistemática de assédio moral leva a que a autoestima da vítima e a confiança nas suas capacidades e habilidades sejam destruídas. 

Consequentemente, a vítima (homem ou mulher) sente dificuldades em defender-se, instala-se um sentimento de culpa e vergonha e, desta forma, o seu desempenho profissional diminui e o seu emprego é colocado em risco. Com isto, a sua credibilidade enquanto profissional perante as outras pessoas é posta  em causa. Este tipo de situações pode originar casos graves de depressão e, em última análise, ao suicídio, quando a esta se juntam outros fatores psicológicos.

Embora estas práticas hostis sejam do conhecimento generalizado, a sua denúncia é diminuta, pois muitas vezes torna-se difícil estabelecer uma clara causa-efeito entre o ocorrido e os efeitos na vítima. O que leva, muitas vezes, a pessoa  a ficar cada vez mais isolada e a abandonar o trabalho de forma temporária ou definitiva. Além disso, quando existe uma igualdade de poder, ou seja, quando a vítima consegue defender-se, deixa de haver assédio moral, mesmo que se instale uma relação conflituosa entre duas pessoas. 

Tipos de comportamentos usados em assédio moral

Os comportamentos hostis identificados nas empresas portuguesas recorrentes são:

  • Criticar o trabalho da vítima de forma injusta ou exagerada, de modo contínuo.
  • Retirar o trabalho habitual, não atribuindo novas tarefas ou atribuindo tarefas inúteis.
  • Retirar autonomia, impedindo as suas iniciativas e controlando-as excessivamente.
  • Pressionar para não deixar a vítima beneficiar de direitos: feriados, horários, prémios, etc.
  • Bloquear promoções, ocultando competências ou dando informações erradas.
  • Retirar o acesso a equipamentos: telefone, fax, computador, etc.
  • Contestação sistemática das decisões da vítima, questionando e contrariando-a.
  • Ocultar informações imprescindíveis e necessárias à realização do trabalho.
  • Evitar qualquer contacto (visual ou gestual), excluindo a vítima das atividades sociais.
  • Atribuir-lhe um local de trabalho isolado e fisicamente afastado dos colegas.
  • Ignorar a presença da vítima, dirigindo-se exclusivamente aos outros. 
  • Deixar de falar com a vítima, tanto o superior hierárquico como os colegas. 
  • Proibir a vítima de falar com os seus colegas.
  • Menosprezar a vítima diante dos colegas, superiores ou subordinados. 
  • Difundir boatos e calúnias, falsas e infundadas, sobre a vítima. 
  • Ameaçar, verbalmente, a vítima de violências físicas.
  • Gritar ou insultar a vítima de modo a intimidá-la.

Este tipo de ambiente agressivo e altamente competitivo, gerador de conflitos interpessoais, pressão excessiva e comportamentos abusivos, não prejudica apenas os colaboradores-vítimas, cuja vida socioemocional e  equilíbrio psicofísico se deterioram. Prejudica toda a empresa, cuja taxa de produtividade e de fidelização de clientes diminui, devido ao baixo desempenho e reduzida motivação na sequência do ambiente hostil, causado por alguns dos seus elementos  nos vários níveis hierárquicos, não apenas superiores.


Para defenderem-se das agressões de que são alvo, as vítimas começam por confrontar os agressores e por se  distanciar. Foi, aliás, esta combinação de confrontação e distanciamento que permite às vítimas aguentarem, ao longo de anos, os comportamentos hostis. Pelo contrário, quando os comportamentos deixam de ser tolerados, as vítimas de mobbing acabam por sair das empresas logo que seja possível.

Como superar situações de assédio moral

Todas estas situações, quando se prolongam no tempo, deixam marcas profundas a nível psicológico e no corpo, na sequência das emoções de sobrevivência (medo, culpa, vergonha, raiva) geradas nessas situações de hostilidade e de agressividade. Eu já escrevi aqui sobre o impacto que as emoções têm na nossa vida, em especial as emoções de sobrevivência. Recomendo a sua leitura aqui.

Para superar situações de trauma, como o assédio moral ou mobbing, as Barras de Access® podem ser um forte aliado. Entre os inúmeros benefícios comprovados pela ciência, as Barras de Access® permitem diminuir os níveis de stress, uma maior clareza mental e rapidez na tomada de decisões, além de eliminar bloqueios, traumas e abusos antigos presentes no subconsciente e no corpo da vítima e que estejam a condicionar a sua reação em caso de assédio moral. 

Quando a vítima reconstrói a sua autoestima e deixa de sentir-se injustiçada e agredida, as tentativas de agressão, mesmo as mais veladas, deixam de ter efeito sobre si e, consequentemente, a sua reação será diferente perante as tentativas de denegrir o seu profissionalismo, pois deixa de viver em estado de sobrevivência (stress e ansiedade).

Como as Barras de Access® podem tratar casos de traumas e abusos? A comunidade científica e clínica já comprovou que as Barras de Access® alteram a constituição neuroquímica do nosso organismo, desinflama e desintoxica o nosso corpo e altera a forma das nossas células, permitindo-lhes voltar ao seu formato original. À medida que a pessoa faz as sessões, os níveis de stress e ansiedade diminuem, ganha mais autoconfiança, mais motivação, a sua reação às situações altera-se. A nível fisiológico, o seu sistema imunológico é fortalecido, substitui as hormonas do stress (cortisol e adrenalina) pelas denominadas hormonas da felicidade (serotonina, dopamina, endorfina e ocitocina), responsáveis pela regulação do humor.

Se és vítima de assédio moral, recomendo que fales com um praticante ou facilitador de Barras de Access® para conheceres melhor esta prática terapêutica usada, inclusive, por veteranos americanos, com resultados positivos em situações de stress pós-traumático. Eu estou disponível para qualquer esclarecimento de dúvidas ou para quaisquer informações adicionais. Basta entrarem em contacto.

Escolhe Ser Feliz. Escolhe diferente. Escolhe Ser Feliz, por si e para si. Cuida de ti. Cuida das tuas emoções. Estarás a cuidar da tua mente e do teu corpo.

Aumente a produtividade e motivação dos seus colaboradores

Mais felicidade e resultados nas empresas. Isso é possível? Sim, com as Barras de Access®. Uma ferramenta fácil e simples que promover qualidade de vida, felicidade e aumento do desempenho profissional.

Inúmeros estudos têm, há várias décadas, comprovado que um ótimo ambiente de trabalho promove melhores resultados, na sequência de um ambiente colaborativo, feliz e motivado. São já muitas as empresas que olham para o bem-estar físico, mental e emocional dos seus colaboradores como uma mais valia. E os resultados surpreendem a cada ano!

Muitas empresas já oferecem programas de Wellness aos seus colaboradores, com atividades como ginástica laboral, massagens, yoga, etc. Contudo, nem sempre com os resultados esperados. Os conflitos, tensões, stress e ansiedade são desafios diários.

Estão interessados em aumentar a produtividade e a facilidade em geral? Qual seria a sensação de criar um ambiente de trabalho onde os colaboradores têm entusiasmo por estarem lá?

Vamos ao que importa?! O que as empresas ganham com a introdução das Barras de Access® nos seus programas de benefícios? 

  • Diminuição de stress, ansiedade e irritabilidade;
  • Colaboradores mais satisfeitos, motivados e comprometidos;
  • Ambiente de trabalho descontraído, colaborativo, harmonioso e pacífico;
  • Aumento da autoestima, confiança e bem-estar integral dos seus colaboradores;
  • Melhora significativa na comunicação e relações interpessoais;
  • Melhoria de desempenho profissional;
  • Mais criatividade e novas ideias mais fluidas;
  • Mais concentração e foco nas tarefas;
  • Maior produtividade e proatividade;
  • Redução do absentismo devido a doenças;
  • Facilidade em encontrar soluções e em lidar com os desafios diários;
  • Redução de bloqueios provocados pelo stress, frustração, ansiedade, etc.;
  • Maior assertividade e rapidez na tomada de decisões;
  • Entre outras.

Alta produtividade, redução de absentismo e baixa rotatividade

Todos estes benefícios conseguidos com a frequência de sessões das Barras de Access® permitem que empresas registem uma alta produtividade, uma redução no absentismo e uma baixa rotatividade. Cada vez mais pessoas procuram empresas que se preocupem com o seu bem-estar integral. Algo que não é só para as grandes multinacionais. É para todas!

Além de todos os benefícios alcançados para a empresa, as Barras de Access® melhoram vários aspetos na vida das pessoas que recebem esta técnica, pois cuida dos aspetos emocionais, mentais e físicos. No final, os relacionamentos dentro e fora da empresa melhoram!

Os resultados obtidos com as Barras de Access® são tais que são uma técnica que tem se propagado em todos o mundo, em empresas, escolas, estabelecimentos prisionais, polícia, orfanatos, hospitais, clínicas, veterinários, campos de refugiados, etc.

Afinal o que são as Barras de Access®? São 32 pontos na cabeça que, quando tocados suavemente, permitem libertar bloqueios emocionais e mentais, silenciar pensamentos, aliviar sentimentos e emoções negativos provocados pelo stress provocado pelas pressões do dia a dia e desafios que a vida coloca a todos. Ao tocar nesses pontos, as ondas cerebrais desaceleram, para um modo de relaxamento, verifica-se uma coerência cerebral, optimiza o desempenho do cérebro, aumenta a capacidade de concentração e melhora a estabilidade emocional. 

Isto e muito mais já foi comprovado pelos estudos científicos realizados a pessoas que receberam sessões de Barras de Access®. Uma pesquisa cientifica realizada pela Dra. Terrie Hope, publicada, em 2017, no Journal of Energy Psycology, mostra que as Barras de Access® provocaram uma diminuição de 83% na gravidade de sintomas de depressão e de 85% dos sintomas de ansiedade e todos os participantes demonstraram um aumento na coerência cerebral. 

A cientista registou ainda que os participantes do seu estudo que, antes das sessões de Barras de Access®, relataram uma sensação de frustração, autocrítica, perda de prazer e agitação, terminaram a sessão com a sensação de que estes sintomas tinham desaparecido por completo. 

Já o neurocientista Dr. Jeffrey Fanning verificou que as Barras de Access® têm um efeito neurológico positivo imediato, idêntico ao experimentado por mediantes avançados.

Para conhecer mais e como levar as Barras de Access® para a empresa que representa, entre em contacto.